quarta-feira, 25 de julho de 2007

Momento...



Antes tudo parecia calmo e tranqüilo.

De repente, tudo que parecia certo se perdeu.

Tudo que assustava perdeu o caráter assustador.

Os medos parecem perder o sentido, dando lugar a momentos inesquecíveis.

As razões se perdem em meio a tantas emoções.

Sensações maravilhosas.

Momentos inexplicáveis.

Impossível descrevê-los.

Mas para quê descrevê-los?

Sentir é bem melhor.

Não sei como nomear tudo isso.

Nunca havia me sentido assim.

Nunca tinha sido tomada tão intensamente por sentimento algum.

Há quem o chame de paixão.

Não sei.

Talvez seja.

Se os apaixonados sorriem sem motivo...

Se os apaixonados encantam-se com um beijo de novela...

Se os apaixonados escutam músicas concentrados nas entrelinhas e acham que elas descrevem o que sentem...

Se os apaixonados ficam bobos...

Se os apaixonados são admiradores do nada...

Se os apaixonados cometem loucuras...

Se os apaixonados existem...

É, talvez eu me classifique assim...



Autoria: Airtiane Rufino

Inspiração: uma dúvida, uma saudade, um pensamento.

2 comentários:

Italo disse...

COntinue escrevendo para eu continuar me deliciando. EGOÍSTA não?

Airtiane disse...

Oh Ítalo,
egoísmo nada, esqueceu que vc sempre foi, e continua sendo um dos maiores incentivadores p eu continuar escrevendo...
Pode se deliciar que eu continuarei escrevendo sim.

Bjão