sexta-feira, 26 de junho de 2009

História de amor

Ela espera todos os dias pelo telefonema dele.
Quando ele não liga, ela não se contém e liga para ele.
Ambos precisam escutar a voz um do outro.
Depois de um dia cheio, trabalho, aula, ônibus lotado, metrô lotado...
A única coisa que acalma os dois é ouvir a voz um do outro.
Ela não pode vê-lo quando deseja.
Ele não pode senti-la quando deseja.
Eles se amam, mas moram distante.
Não é possível viver tudo que desejam.
Os sonhos são cada dia maiores.
Não há tempo de falar tudo que vem à cabeça em apenas um telefonema.
O msn não permite sentir o tom da voz, nem ver o sorriso no rosto.

Elas moram no Ceará.
Eles?!
Brasília, Bahia e São Paulo.
Terras distintas, costumes distintos, sotaques próprios, manias próprias.
Mas, todos eles, e elas, tem algo em comum.
Todos eles, e elas, esperam o fim do dia para ouvir a voz um do outro.
Esperam ansiosos por aquele feriado para se visitarem.
Desejam mais que ninguém que as férias cheguem para se reencontrarem.
Sonham com a formatura para escolher o destino de suas vidas.

Andrezza que mora em Fortaleza ama Daniel que mora em Brasília.
Mariana que também mora em Fortaleza ama Lucas que mora na Bahia.
Daniele que também mora em Fortaleza ama Erick que mora em São Paulo.

Amores únicos.
Amores sinceros.
Amores que superam o tempo.
Amores que superam a distância.
Amores que provam que o amor pode tudo.
Amores...

Airtiane Rufino

PS: Texto em homenagem a três histórias de amor, parecidas, porém únicas, como toda história de amor.

5 comentários:

Andrezza Ohana disse...

me maaaaata!!!! mulher.. q vergonha!! xD mas eu gostei!!! vo até mandar o dani ler, dizer q tu fez de presente pa ele!!! ahuahauahhauhauhua



;*

mariana disse...

Aiiiiin Tianeee!! Q lindoooo!! Ameiiii viu?! Lucas vaii doraaaaar...
Bjooooo ;**

Erick disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Daniele disse...

Tiane qi linduuuuuuuhh!!!

EU AMEI...

vlw pelo presente..
=)

Rafael Ayala disse...

Belíssimo!
Amor, ah o amor.
Não existe nada que o posso enfrentar.
Eu gosto de história de amor, de ouvir, de contar.
E também de te ver/ouvir contar.
Continuemos com nossas histórias de amor, acho que só faz bem.
Bjoos!!
saudades de vir por aqui ó...
=]